contato@ciropedia.com.br Galeria | Vídeos

Políticas e Políticos | 26 Maio 2022

Escolas e hospitais militares devem ser privatizados?

Por que Junta Militar de Bolsonaro quer privatizar universidades e acabar com o Sistema Único de Saúde?

Duas notícias me chamaram a atenção nesta semana...

 

A primeira delas trata da proposta apresentada pelo general Paternelli, deputado federal pelo União Brasil de São Paulo, de privatização da nossa universidade pública.

 

A outra diz respeito aos planos de poder desenhados pela Junta Militar que controla o governo do presidente Bolsonaro dando conta de que eles sonham em ficar no poder até 2035 e que eles têm como prioridade acabar com o SUS, o nosso Sistema Único de Saúde, que relevantes serviços já prestou e tantas vidas já salvou desde sua criação.

 

E o que chama a atenção nas duas propostas é a ânsia dos nossos generais retornados à ativa de acabar com tudo o que beneficie a população civil, seja privatizando a educação superior do país e o serviço médico que, por mais maltratado que esteja, continua prestando relevantes serviços à nação, sob a alegação de equalizar as despesas do governo.

 

E a pergunta que não quer calar é um só: será que essas propostas se aplicam, também, às escolas e vinculadas ao sistema de educação militar do país e aos hospitais públicos mantidos pelas Forças Armadas para atender com exclusividade militares da ativa e da reserva, bem como seus familiares.

 

No auge da pandemia, quando toda rede hospitalar do país se mobilizou para atender à população contaminada pelo vírus, os militares foram os primeiros a gritar êpa para a proposta de utilização dos hospitais e serviços médicos das unidades militares para atender à população em tempos de emergência... o então ministro da Defesa, general Braga Netto (que hoje é cotado para ser vice de Bolsonaro) foi o primeiro a dizer não à ideia.

 

Será que a ideia apresentada agora pelo deputado e general do Exército Paternelli de privatizar a universidade pública tbm se aplica aos colégios militares e às universidades bancadas pelo dinheiro público ligadas às forças armadas, como a Escola Naval, o ITA e o Instituto Militar de engenharia, ligado ao exército, entre outros?...

 

Ou será que, como diz aquele velho rock, na visão deles quem for do povo, quem for um Zé Ninguém, os que vivem em baixo, devem ser tratados com leis diferentes das deles?...

MAIS LIDAS

Whatsapp