contato@ciropedia.com.br Galeria | Vídeos

Políticas e Políticos | 3 Agosto 2022

Militares terão acesso aos códigos-fonte do TSE hoje

Por que só agora eles se interessaram por programas que estão disponíveis há dez meses?

O Tribunal Superior Eleitoral agendou para hoje o acesso de técnicos das Forças Armadas aos códigos-fontes das urnas eletrônicas, entre 10h e 18h.

 

A autorização da Corte Eleitoral foi dada após o ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, encaminhar um novo ofício pedindo acesso os códigos-fontes que, curiosamente, estão disponíveis há dez meses e nunca despertaram interesse dos militares.

 

Por coincidência ou como se fosse tudo orquestrado, o presidente Jair Bolsonaro voltou a disparar sua metralhadora de desaforos na direção dos ministros do Supremo Tribunal Federal e no sistema eleitoral... que, aliás, já o elegeu várias vezes (aí tem!... como dizia minha avó)

 

Nos Estados Unidos, os responsáveis pela invasão do Capitólio, sede do congresso norte americano começaram a ser condenados.

 

O que se esconde por trás de toda essa confusão fomentada pelo presidente Jair Bolsonaro e executada pelo seu Ministro da Defesa, o Paulo Sérgio Nogueira,  a quem cabe o comando das Forças Armadas em sua missão constitucional de defender a pátria, o cidadão e a democracia?... (lembrando que o presidente da República, no caso o capitão Jair Bolsonaro, é o comandante Supremo das Forças Militares)...

 

Já faz alguns dias que o ministro, que é bolsonarista de cinco estrelas, vem usando seu tempo para constranger o Tribunal Superior Eleitoral exigindo ter acesso a um conjunto de dados, o chamado código-fonte, que já está disponível há mais de seis meses para os militares e que ele nunca acessou.

 

Para você que não entende (como eu) de informática, eu fui me informar e aprendi que esse tal código fonte é um arquivo que permite não apenas o livre acesso para consulta aos dados da votação eletrônica.

 

O que o ministro da Defesa e o presidente Bolsonaro querem, na verdade, é o livre acesso às senhas que desarmam as barreiras de segurança do banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral, na certa, para manipular o resultado das urnas em caso de uma derrota iminente do presidente Bolsonaro.

 

O que o presidente Bolsonaro e seus ministros querem, na verdade, é repetir aqui uma versão brasileira do mesmo roteiro que aconteceu nos Estados Unidos, quando da derrota do conservador Donald Trump, considerado por muitos como o Bolsonaro de lá...

 

E por aqui, até quando o ministro da Defesa vai ficar com essa história de acesso livre das Forças Armadas aos computadores do TSE, com a mesma ânsia com que uma raposa sonha em ganhar as chaves do galinheiro e comer quantas galinhas quiser?...

 

Até quando o presidente Bolsonaro vai continuar falando mal do Tribunal Superior Eleitoral, do Supremo Tribunal Federal e do Poder Judiciário sem que ninguém lhe coloque um limite?... Até quando?...

MAIS LIDAS

Whatsapp